Biblioteca da Faculdade CDL

Biblioteca da Faculdade CDL

O Blog da Biblioteca da Faculdade CDL é um espaço destinado à comunicação da Biblioteca com os alunos e professores, onde é possível fazer postagens e comentários relativos a assuntos que envolvam, de alguma forma, a Biblioteca e o ambiente acadêmico em geral. O objetivo do blog é informar, registrar momentos e incentivar o gosto pela leitura e pela escrita.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

7 lições que os campeões olímpicos podem ensinar aos líderes






                                                                            Alexander Hassenstein/Getty Images
Thiago Braz: medalha de ouro, ele ousou saltar a uma altura que nunca havia tentado. Líderes deve ter esse papel


Luísa Melo, de Exame.com

São Paulo - O esporte é uma metáfora quase perfeita para os negócios. Para ter sucesso em ambos, é preciso traçar objetivos claros, ter inteligência emocional e estar disposto a correr riscos, por exemplo.
Abaixo, veja 7 lições que os campeões olímpicos têm a ensinar aos líderes de empresas, segundo especialistas ouvidos por EXAME.com.
1. Aprender com os resultados e, principalmente, com os erros anteriores
O ginasta Dyego Hipólito caiu e perdeu a chance de premiação em duas Olimpíadas seguidas. Mas, trabalhou seus pontos fracos e, nos Jogos deste ano, levou a medalha de prata no solo.
"Da mesma forma, um líder precisa saber superar suas dificuldades, ser resiliente e contornar obstáculos", comenta Leni Hidalgo, professora da pós-graduação em gestão de pessoas do Insper.
Anderson Sant'Anna, professor da Fundação Dom Cabral, concorda.
"Assim como o atleta, o líder vai errar sim, vai cair sim, vai falhar sim. É esperado que ele acerte mais que erre, mas sem assumir riscos, não vai inovar", afirma.
2. Ter capacidade de trabalhar em equipe e aprender com o outro
Nos esportes coletivos, como vôlei ou futebol, os times são formados por jogadores que têm habilidades que se complementam. No mundo corporativo não é diferente: quem é líder precisa promover a diversidade e se cercar de profissionais que dominam os temas nos quais ele não é expert.
"Quando as pessoas atuam de forma muito individual, a equipe normalmente não tem um bom desempenho. Nas empresas é a mesma coisa", diz Leni Hidalgo, do Insper.
3. Saber lidar com condições adversas
A final do vôlei de praia feminino na Olimpíada do Rio, na noite da última quarta-feira (17), foi disputada debaixo de chuva – situação que nem sempre acontece nos treinos. Não deu para as brasileiras Agatha e Bárbara, que perderam para a dupla alemã Ludwig e Walkenhorst.
Conseguir seguir com o jogo em diferentes condições também é uma habilidade necessária aos líderes, ressalta a professora do Insper.
"Por muito tempo as competências gerenciais foram muito enfatizadas: as de buscar um resultado pré-definido, com processos e indicadores. Hoje, o que distingue um líder de um gestor é a capacidade de lidar com o imprevisto", completa Sant'Anna.
4. Sempre desafiar-se a ser melhor
Atletas olímpicos estão sempre procurando melhorar suas próprias marcas, conquistar feitos inéditos e bater recordes.
Foi com ousadia que o brasileiro Tiago Braz levou o ouro no salto com vara, na noite de segunda-feira (15). Ele saltou a 6,03 metros, uma altura que nunca tinha tentado antes na carreira – e passou ileso pelo sarrafo.
"A liderança também tem esse papel de elevar o patamar, de acreditar que o grupo pode ir além se for desafiado, se estiver comprometido", destaca o professor da FDC.
5. Ter agilidade mental
Para conseguirem destaque, atletas precisam o tempo todo encontrar soluções não convencionais para os desafios de sempre. Isso é alcançado com agilidade mental. Alguma semelhança com o trabalho dos chefes nas empresas?
"Foi o que aconteceu com as meninas da vela [Martine Grael e Kahena Kunze, que levaram o ouro na classe 49er FX, na última quinta-feira (18)]. Todo mundo achava que o caminho era um, mas elas saíram por outro e conquistaram o primeiro lugar", pondera a professora do Insper.
6. Entender que sem sacrifício, não há conquista
"O atleta profissional atua no limite da dor. Ele tem que administrar a insegurança, a incerteza e a dor física e transformá-las em algo estimulante, prazeroso. Suportar algo que incomoda e converter isso em conquista também é papel do líder", afirma Sant'Anna, da FDC.
7. Ter autoconhecimento
Um atleta que não conhece seus pontos fortes, não pode explorá-los. Do outro lado, se ele não sabe quais são suas deficiências, não pode melhorá-las.
"O líder também tem que saber ler a si próprio, entender seus limites e suas fortalezas. Porque o concorrente ele pode (e vai) estudar, mas nunca saberá exatamente o que acontece com o outro", diz Sant'Anna.

Fonte: Exame.com

Sumário de revistas: Harvard Business Review

Confira abaixo o sumário da última edição da Revista Havard Business Review (Agosto 2016, NÚMERO 9408), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de seu interesse. Aguardamos sua visita.


SUMÁRIO

08 CARTA AO LEITOR

09 COLABORADORES

RADAR

TECNOLOGIA

14 Robôs cada vez mais inteligentes e seguros
Uma nova geração de robôs revolucionará a manufatura

DEFENDA SEU ESTUDO

18 Consumidores éticos não nos inspiram — nos aborrecem
Por que consumidores que fazem escolhas morais são vistos com desprezo?

COMO EU FIZ

20 CEO da Cisco fala como ficar à frente das mudanças tecnológicas
Parte do segredo é ser ousado e sustentar uma cultura resiliente com apetite de mudança.
John Chambers

A GRANDE IDEIA

24 M&A: O que é preciso saber
M&A é um jogo perdido, em que tipicamente 70% a 90% das aquisições são fracassos monumentais.
Roger L. Martin

FOCO SAÚDE TEM PREÇO

SAÚDE

32 Como pagar pelos serviços de saúde
Hipóteses para criar a concorrência tão desejada pelos pacientes.
Michael E. Porter e Robert S. Kaplan

46 A defesa do modelo de pagamento per capita
É a única forma de reduzir o desperdício enquanto se melhora a qualidade.
Brent C. James e Gregory P. Poulsen

58 Modelos de remuneração na saúde
As características do Brasil e dos EUA diferem na infraestrutura da saúde e na cultura empresarial, dificultando a aplicação aqui das soluções de lá
José Luiz Bichuetti e Yussif Ali Mere Jr.

INOVAÇÃO

64 Abordagem sistêmica para criar valor ao paciente
Um modelo para a melhoria da qualidade, satisfação e segurança dos pacientes e para a eficiência operacional
Claudia Regina Laselva, Miguel Cendoroglo Neto, J. Claúdio Terra, Sidney Klajner e Claudio Luiz Lottenberg

GESTÃO ORGANIZACIONAL

74 Como construir uma cultura da originalidade
Qualquer pessoa é capaz de inovar se tiver apoio e oportunidade.
Adam Grant

EXPERIÊNCIA

GESTÃO PESSOAL

84 Um antídoto para a grosseria
O remédio mais eficaz é cuidar do próprio bem-estar holisticamente.
Christine Porath

88 Resumo da edição
DE CORPO E ALMA

90 Yo-Yo Ma
O renomado violoncelista fala sobre colaboração, riscos a assumir e a fama na infância.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Leitura recomendada por aluno

Fernando Arzua, aluno do MBA em ICMS, fala com entusiasmo sobre a obra "A Arte de negociar", de McCormack, que acaba de ler, recomendando a sua leitura.

É um compêndio espetacular, de forma direta, sem rodeios o autor nos elucida técnicas além acadêmicas, nos enriquece com suas experiências. Não pode deixar de ser lido por aqueles que almejam degraus mais altos em suas carreiras, indispensável para profissionais liberais e empreendedores em qualquer atividade, um livro para a cabeceira.


Venha conhecer de perto o livro, você vai se encantar!

A Biblioteca possui três exemplares para empréstimo.

Biblioteca

[E-BOOK] Como trabalhar a educação corporativa de forma eficiente em sua empresa

Pensar a educação corporativa é buscar alcançar sucesso para a empresa e para o colaborador!


O "Guia Completo: Como trabalhar a educação corporativa de forma eficiente em sua empresa" lhe apresenta a educação corporativa em quatro partes: 
1º A educação corporativa nas empresas; 
2° Diagnóstico e análise do problema;
3° Definição de objetivos; e 
4° Formas de trabalhar a educação corporativa.

Não pretendendo esgotar o assunto, mas sim, instigar a pesquisa e apresentar a educação corporativa como mais uma forma para se obter maior rendimento da sua equipe e também qualificar colaboradores, atingindo assim resultados mais satisfatórios.

Mais uma parceria Edools e RH Portal.

Basta clicar aqui e fazer o download. Aproveite a leitura!

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Visita dos alunos do 1º semestre de Logística

A Professora Ana Rita visitou hoje a Biblioteca na companhia dos alunos do 1º semestre do Curso de Logística, para apresentar, além do ambiente, a bibliografia da disciplina Fundamentos de Logística.

Os alunos conheceram também os periódicos e aproveitaram a oportunidade para tomar livros emprestados.








Biblioteca

Espaços e recursos sendo utilizados

Alunos e professores estão visitando a Biblioteca nesse início de semestre, em busca dos recursos que ela oferece. 

E você, já visitou? 







Biblioteca

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Sumário de revistas: RBCE


Confira abaixo o sumário da última edição da Revista RBCE (Maio/Junho ano.XXX), que já se encontra disponível na Biblioteca para leitura. Escolha a matéria de sua predileção. Aguardamos sua visita! 

Sumário

2 EDITORIAL 

A RBCE comemora 30 anos
Ricardo Markwald

4 EMPRESAS BRASILEIRAS NO EXTERIOR 

Análise da rede brasileira de acordos de dupla tributação: razões e recomendações para seu aprimoramento e ampliação
Gil Mendes, Willem Bon, Alex Cardoso Lopes e Bianca Garcez

26 Política Tributária Internacional - OCDE, BEPS E G20: como defender os interesses do Brasil? 
Romero J.S. Tavares

54 ACORDOS COMERCIAIS E SERVIÇOS

Os Acordos comerciais de serviços: é hora de rever a posição do Brasil?
Pedro da Motta Veiga, Sandra Polónia Rios e Lia Valls Pereira

70 ARGENTINA - CHINA

A Relação comercial da Argentina com a China: o parceira muda de status
Ricardo Garciofi

76 OPORTUNIDADES COMERCIAIS 

Oportunidades para alimentos e bebidas nos países da Penísula Arábica e do Golfo Pérsico
João Ulisses Rabelo Pimenta e Thiago Pessoa Gusman

Parabéns, estagiário!

Parabéns aos estagiários que se dedicam diariamente às empresas, aprendendo e deixando sua contribuição valiosa. Desejamos sucesso na vida profissional.


sexta-feira, 12 de agosto de 2016

[E-BOOK] Como um líder pode usar a inovação para melhorar seus resultados

Inovação! Palavra-chave para o sucesso empresarial e, o profissional de recursos humanos deve estar antenado às principais tendências do mercado para aprimorar o processo de geração de resultados de forma eficiente, dinâmica e satisfatória para todas as pessoas envolvidas.
A inovação deve criar um diferencial competitivo no mercado para a conquista de aumento de produtividade, engajamento e motivação de colaboradores.

Dessa forma, o Edools, o RH Portal e a Solides se uniram para a preparação de um ebook para oferecer conteúdo bastante completo e com um conteúdo rico sobre como um líder pode usar a inovação para melhorar seus resultados.

Basta clicar aqui e fazer o download. Boa leitura!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...